CÂMARA JULGARÁ BALANÇOS GERAIS REJEITADOS PELO TCM-GO

Os Balanços Gerais dos Exercícios de 2002, 2003, 2004 e 2005 do ex-prefeito Lidevam Lima serão levados em discussão e votação nas Sessões Ordinárias do mês de março de 2019;

O Balanço Geral do Exercício de 2006, do ex-prefeito Adenir Facco, também será levado em votação no mês de março de 2019;

Já os Balanços Gerais dos Exercícios de 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015 do ex-prefeito Sidnei Pinheiro serão levados em votação nas Sessões Ordinárias do mês de abril de 2019.

Atualmente, estes Balanços Gerais se encontram com a Comissão Permanente de Finanças e Orçamento.

Alguns balanços supracitados, após ter sido apresentado recurso pela parte, foram reanalisados pelo Tribunal de Contas dos Municípios e pelo Ministério Público de Contas e foram revistos os votos pelo colegiado, que na oportunidade, voltaram atrás e deram o parecer pela aprovação das contas pela Câmara. Já outros mantiveram o parecer pela rejeição, mesmo após o prazo recursal.

Vale lembrar que a maior parte destes Balanços deveriam ter sido colocados em pauta há tempos, porém, por algum motivo ou outro, os Presidentes anteriores da Câmara Municipal não apresentaram o mesmo para votação em Plenário.

A Mesa Diretora do Exercício de 2019, em seu segundo mês de Governo, decidiu colocar os Balanços Gerais em votação, principalmente para dar cumprimento a Lei da ficha limpa.

Compartilhar

Desenvolvido por